Estilo de vida é trabalhar o afeto na decoração

Estilo de vida é trabalhar o afeto na decoração. Vou citar abaixo alguns estilos de decorar que trabalham o afeto. Dos países nórdicos vem o estilo hygge. Esse estilo busca o conforto e a sensação de aconchego e acolhimento dentro de casa. Com o inverno longo e pouca luz os povos nórdicos utilizando o hygge decor, conseguem criar um ambiente quente e acolhedor. O esitlo hygge não tem tradução para o português, mas entende-se como tudo aquilo que pode trazer sensação de bem-estar, alegria e aconchego, portanto, mais do que decoração com itens materiais, o hygge é um estilo de vida. Valorizar a iluminação é palavra chave para a decoração hygge, Com longos meses de inverno e poucas horas de luz solar nos países nórdicos, este estilo valoriza muito um ambiente bem iluminado. , Valorize a luz natural, principalmente se sua casa possui amplas janelas, também é importante utilizar cortinas leves e fluidas e apostar em móveis e peças com cores mais claras. Além dos grandes panos de vidro e cortinas leves para tirar o máximo proveito da luz natural e para horas de pouca intensidade de luz externa,, buscando uma iluminação confortável , o emprego de luminárias, pendentes, abajures e velas aromáticas suaves, vão perfumar o ambiente com decoração hygge. Utilizar cores claras e neutras neste estilo de decoração é fundamental para ressaltar a luminosidade do ambiente e dar amplitude ao espaço, usando cores como branco, bege, cinza e tons pastéis na sua decoração hygge. Use e abuse de plantas e flores nessa decoração, para dar vida e colorir o ambiente. Estude bem o local que a planta será colocada.. Um exemplo de planta que se adapta bem a quase todo tipo de ambiente, é o cactos, e combina muito com o estilo hygge.decor.. Empregue a madeira neste estilo de decoração, ela traz aconchego e calor ao ambiente, podendo ser empregada em móveis, pisos, paredes, peças decorativas ou até em caixas e balaios. Na decoração hygge,, além dos itens descritos acima o uso de muitas almofadas e mantas é fundamental, dando um toque especial no ambiente, com tecidos confortáveis, macios, que aqueçam e imitem peles, são responsáveis por dar um toque especial ao espaço, tanto nos quartos como na sala. Além das almofadas, tapetes e mantas também fazem parte da decoração hygge. As mantas seguem os padrões das almofadas, com textura bem gostosa e que sejam bem quentinhas, como as de linho, lã e algodão e as use sobre um sofá, poltrona ou cama, para compor os ambientes. Para os tapetes vale a mesma regra, prefira modelos que sejam bem fofos e que tragam uma sensação agradável ao pisar sobre ele. Uma outra maneira de se trabalhar um ambiente com afeto, que não chega a ser um estilo e sim uma filosofia de vida, é o Wabi Sabi, de origem japonesa e inspirado no Taoísmo e no Budismo, está fundamentada na simplicidade, na moderação, na naturalidade, na alegria, na melancolia, na assimetria e na permanência. O principal objetivo dela é fazer com que o homem interfira o menos possível na natureza. Essa filosofia busca deixar a nossa casa mais harmoniosa, transformando-a em um refúgio ideal à agitação do dia a dia. Confira alguns princípios: – Comece a organizar a casa aos poucos. A dica é colocar em ordem uma gaveta ou mesmo uma estante por vez; – Dedique pelo menos 15 minutos do seu dia para arrumar algo que esteja fora do lugar ou sujo; – Não deixe nada fora do lugar para não perder tempo procurando; – Esvazie o armário e separe o que vai usar, o que deve ser guardado em outro lugar e o que deve ser dispensado; – Separe quatro caixas e coloque etiquetas nelas: guardar, oferecer, doar e guardar por um ano. Se no final desse prazo você não usar ou sentir falta daquilo que guardou, doe também; – Quando comprar um objeto novo, desfaça-se de dois objetos antigos. Não acumule mais de três itens na mesma superfície; – Cubra só uma décima parte da mesa com objetos de diferentes tamanhos. O Wabi Sabi, é uma filosofia que busca em termos estéticos o bem-estar e o equilíbrio dentro dos ambientes. A técnica e a aplicação vêm de cada pessoa, da sua maneira de ser e lidar com a casa e os objetos.

kintsugi

Uma outra arte japonesa que de certa forma trabalha o afeto seria Kintsugi, é a arte japonesa de reparar cerâmicas. O apego a peças que tenham um valor sentimental e tenham sido danificadas e ou quebradas, através dessa arte podem ser recuperadas para não serem  descartadas por desuso, permanecendo assim os objetos de afeto na decoração. O Kintsugi é uma técnica centenária que consiste em reparar peças de cerâmicas quebradas e de certa forma não deixa de ser uma filosofia de vida. ¨ Diante de erros e adversidades, é preciso se recuperar e superar as cicatrizes¨. Com as cicatrizes expostas, unidas por ouro, as louças ganham novo sentido. As cerâmicas ou louças após passarem por este processo exibem as rachaduras coladas de maneira que se sobressaiam criando um novo apelo estético. Essas são algumas de várias maneiras de se trabalhar o sentimento de afeto e apego através de estilos de vida, na decoração e na composição de um ambiente.

 

Fontes de pesquisa e imagens: Lar doce casa / Viva Decora/ brasil el país/ Wikipédia/ Arterf.com /Projeto Hestia

Recent Posts