Salas de Jantar

Para quem gosta de receber os amigos em casa, ou tem família grande, a sala de jantar é um ambiente muito importante. Além disso, ter espaços ociosos em casa não é nada contemporâneo, atual hoje  é usar todos os ambientes e faze-los funcionais. Não existe mais aquela ideia de que a sala de jantar é apenas para dias de festa.

Para iniciar o desenvolvimento da sala de jantar, em primeiro lugar, deve-se avaliar o uso que ela vai ter, a quantidade de pessoas que ela deve atender e o espaço disponível. Só depois disso é que podemos dimensionar a mesa, as cadeiras, o aparador, e aí sim pensar nos materiais.

O ponto principal na escolha da mesa é a proporção que ela  deve ter em relação ao espaço disponível. É importante que o espaço ao redor da mesa seja de no mínimo 0,90cm para permitir a circulação, mas se o espaço permitir, a circulação de 1,20m é a medida ideal. Essa medida vai definir tanto o tamanho quanto o formato da mesa.

Quanto ao formato, as mesas retangulares e ovais  se adaptam melhor em ambientes mais estreitos, e podem acomodar um maior número de pessoas. Já as quadradas ou redondas podem acomodar até 8 pessoas, mais do que isso exige um tamanho muito grande e desconfortável.

Para saber quantas pessoas cabem em uma mesa, a dica é pensar no tamanho de um jogo americano, com uma sobrinha. Dessa forma, cada pessoa deve ter livre uma espaço de no mínimo 60cm.  Para facilitar, esse calculo tome por base a tabela abaixo com as medidas ideais das mesas para 4, 6, 8 e 10 pessoas. Quanto à largura das mesas retangulares, a medida mínima é de 85cm e a máxima não deve ultrapassar 1,20m.

Quanto a escolha de cadeiras, o seu tamanho também é muito importante. No caso de uma mesa pequena com circulação mínima em volta, as cadeiras tem que ser pequenas. Baseando-se sempre na regra da proporção ao espaço, não existirá perigo de errar  na escolha do tamanho da mesa. Cadeiras com braço ficam reservadas apenas para as cabeceiras, no restante da mesa eles atrapalham um pouco a mobilidade. Elas podem fazer conjunto com a mesa, como podem ser estofadas com um tecido diferente ou até mesmo terem um modelo um completamente diferente. Isso vai depender do estilo que se quer.

Já  pensou em ter um espaço para apoiar pratos e servir? Um aparador ou um buffet com portas e com local para guardar aparelhos de jantar faz bastante diferença. Se ao colocar  a mesa ainda tiver espaço, vale a pena investir nestes  móveis. No dia a dia essas peças recebem os adornos e enfeitam a sala, e na hora de receber, podem ser muito úteis como apoio. O material não precisa ser, necessariamente, igual ao da mesa, pelo contrário, pode ficar mais interessante mesclar materiais. Use e abuse de matérias cromados, vidros, pedras e madeiras, sua mistura sempre fica interessante.

A iluminação ideal para a sala de jantar deve ser difusa, para ficar mais aconchegante, e deve evitar o foco direto sobre a mesa, que pode esquentar ou refletir nos olhos. O ideal é escolher um pendente, ou mais de um, dependendo do tamanho da mesa. Os modelos mais atuais são grandes e decorativos, criando um bonito efeito além da iluminação. Ao redor da mesa pode-se usar luminárias embutidas com foco em quadros ou sobre o aparador.

Se optar por um pendente, a altura ideal é que o meio da cúpula fique na altura dos olhos, variando de acordo com o tamanho da peça escolhida. No geral, a parte inferior da cúpula fica a aproximadamente 150cm do piso.

Após os móveis definidos, trabalhe as paredes, enriqueça-as com papéis de parede, painéis de madeira, espelhos, gravuras e quadros e até faça uso de tintas com cores contrastantes para torná-la atrativa e aconchegante.

tabela-de-medidas

tabela-de-medidas

Recent Posts